Era pra ser para sempre

 

 Sabe, me corta o coração ver como nos tornamos totalmente estranhas uma para a outra. Nem parecemos mais aquelas meninas que durante quatro, cinco horas por dia conversavam sem parar, sem se dar conta de que tanto tempo já havia passado. A geografia não nos ajudava nem um pouco, muito menos o fuso horário, mas nada disso era páreo para a amizade que estávamos construindo dia a dia.
 Tudo aconteceu tão naturalmente e – agora, parando pra pensar – rápido demais. Era tudo tão sincero que o universo até conspirou a nosso favor, e então, você atravessou o oceano.
 Fazíamos planos e tínhamos incontáveis sonhos para realizarmos. Juntas! Você torcia por mim, eu por você. Éramos parceiras, amigas, confidentes, irmãs. Éramos.
 Sabe, também me corta o coração escrever este texto sobre a nossa amizade com verbos conjugados assim, no passado. Isso quer dizer que ela ficou lá?
 Não sei se é só uma fase ou se tudo realmente está se desmanchando. Sinto que está. Vagarosamente, mas eu sei que está. Não nos ligamos mais, e pior que isso, não sentimos mais vontade de ligar uma para a outra, nem de contar nossas conquistas, nossos amores, nosso cotidiano, desde as coisas mais importantes as mais banais. Acho que essa é a pior fase de qualquer relacionamento: saber que tudo está se perdendo sem motivo nenhum. Da mesma forma que nos unimos estamos nos separando. Naturalmente. Sem lágrimas, sem mágoas, sem culpa.
 Nossa amizade foi um dos melhores presentes que ganhei. Eu te dizia isso a todo momento... Não é todo dia que se ganha uma irmã! Mas, se a missão foi cumprida e nossa história está perto do ponto final, não posso te dizer outra coisa a não ser: obrigada!
 Parece que agora cada uma precisa seguir seu caminho, escrever sua história. Você fez parte de vários capítulos da minha, e eu da sua. Às vezes me pergunto por que não podemos escrever juntas – como sempre fizemos. Vai saber! Deus escreve certo por linhas tortas e um dia tudo fará sentido.
 Sei que se um dia você chegar a ler esse texto, na hora vai perceber que é sobre você. Não esquenta não! Nem crie neuras. Ainda confio em você e te amo demais. E apesar do título atribuído a este texto, sei que foi eterno enquanto durou.

“Uma forma tão diferente a que nos conhecemos. Você do outro lado do mundo e nos sentíamos tão perto.”

0 comentários