Ads Top

Supernatural (10×01) – Reichenbach (Review)


Eu não sei vocês, mas eu estou ficando cada vez mais surpreendida com essa nova temporada (se é que isso é possível), eu sabia que o Jensen era um ator fenomenal, mas não nessa proporção! 
Nesse episódio, vemos Sam ainda com a sua tiboia (creio que ela protagonizará a série com ele por mais alguns episódios, hehe) e com a feição bem abatida, porém a sua procura pelo irmão finalmente teve fim graças ao nosso querido King of Hell, Crowley. Castiel está cada vez pior, despertando cada vez mais a preocupação de Hannah (que nitidamente tem um tombo pelo nosso Cas) o que a faz procurar Metatron para negociar o que restou da Graça de Castiel quando o feitiço para expulsar os anjos do Céu foi realizado, porém antes que ela caia na besteira de negociar com Metatron (e a nona temporada está aí pra provar que não é um negócio muito bom), Cas a impede se dizendo já conformado com o seu destino, mas eu realmente espero que ele dê um jeito nisso nos próximos episódios, pois eu me recuso a viver num mundo sem Castiel. 
E pra quem ficou curioso pra saber quem e porque aquele cara desconhecido no primeiro episódio capturou Sammy, é agora que sabemos o motivo: Dean matou seu pai quando ele era um adolescente e agora ele quer vingança, porém não foi um plano lá muito bem sucedido, já que ele tomou a maior surra do Dean e não conseguiu nada além de vários ferimentos e um orgulho ferido. E falando no nosso querido e amando Dean ou Deanmon, como queira chamá-lo, ele está cada vez mais violento e sedento pelas necessidades que a Marca de Caim lhe acarretou e muito insensível... Afinal, quando é que nós, Hunters, esperávamos ouvir de Dean Winchester que seu Chevy Impala 67, a baby, era apenas um carro? Jamais! O que nos resta é esperar pelo próximo episódio pra saber o que acontecerá com os irmãos Winchester que agora, estão reunidos novamente! Eu não sei vocês, mas eu estou morrendo de ansiedade pra saber. 
Até o próximo review, pessoal! 

Tecnologia do Blogger.