Protesto na exibição de Jogos Vorazes na Tailândia.



Os Tailandeses promoveram um manifesto pedindo melhorias na segurança,saúde,educação e protestando contra a corrupção no Brasil e não havia uma data melhor que na estréia do filme Jogos Vorazes que fala sobre a resistência política e a força que a sociedade tem sob uma capital.
No final do primeiro dia de exibição,3 ativistas foram presos e o vice-primeiro ministro teve de se manifestar.

Na Quarta-Feira (23), 3 ativistas tentaram fazer uma exibição em massa de Jogos Vorazes porém foram impedidos e detidos pelas autoridades Tailandesas.O intuito era assistir o filme da cinema Scala mas quando o estabelecimento soube da intenção, tirou o filme de cartaz.
Persistentes,os ativistas foram a imprensa e disseram que isso não os deteria e que o filme seria exibido em um local supresa.

A Tailândia sofreu um golpe de Estado no dia 22 de Maio e como representação da opressão política, os jovens adotaram os três dedos levantados, assim como no filme, como uma forma de protesto.

"Só queremos ver o filme", explicou Rattapon Supsopon, um estudante do quarto ano de Economia da Universidade Thammasat, para os repórteres e vários policiais de braços cruzados. "Não haverá saudação de três dedos, não haverá protestos, não haverá política", ele prometeu.

O local surpresa escolhido foi um cinema em Siam Paragon,um dos shoppings mais luxuosos de Banguecoque.O grupo comprou 200 ingressos para a sessão 12h40 e distribuiram para os interessados em assistir o filme, incluido a imprensa.

"Vamos zombar deles com o Mockingjay", disse Rick Rittiphan, um dos líderes fazendo um trocadilho ao nome do filme em inglês.

   "Isso significa agradecimentos,isso significa admiração,isso significa adeus a alguém que você ama"

Repórteres e a segurança foram cobrir o evento quando uma jovem, em frente ao poster com o rosto de Jennifer Lawrence, levantou os três dedos em saudação.
A jovem e mais 5 estudantes foram presos porém todas as outras 195 pessoas assistiram o filme e foi considera um "sucesso".

"Isso faz os militares parecerem idiotas, tentar impedir os estudantes de ver um filme", criticou. "Não faz sentido." Disse a advogada que representa a facção antigolpe enquanto estava no luxuoso cinema.

"Quem discorda do NCPO tem o direito de pensar assim. Mas não pode expressar isso estritamente", afirma o general Prawit Wongsuwna tornando a pensar na parte do filme na qual o tordo, representante das manifestações são proibidos.

O diretor da trilogia Francis Lawrence, comentou sobre o fato: "Quando as pessoas são presas por fazer algo que aparece no seu filme, é complicado", frisou Lawrence. "É emocionante quando alguma coisa que acontece num filme se torna um símbolo de liberdade ou protesto. Mas quando garotos começam a ser presos por causa disso... a emoção se perde, isso se torna algo perigoso e torna o sentimento muito mais complexo."

Larissa Andrade

1 comentários

Muito obrigado pelo seu comentário! Não deixe de curtir as nossas redes sociais para não perder nenhum conteúdo!!