LITERATURA

Resenha: Não se apega não

23:55:00 Beatriz Silva 10 Comments

Vamos começar falando um fato importante que deve ser frisado! Você vai passar 254 paginas falando de desapego. Desapego de amigos, pessoas, amores, coisas e afins e quando você terminar esse livro, você NÃO vai conseguir desapegar. Você pode começar a ler outro livro, pode estar viajando, fazendo o que for que você não vai esquecer. Vai querer voltar a ler as aventuras, sermões, loucuras, amores, dicas e puxões de orelha da dona Isabela. Ok? Fique bem ciente disso! 
Agora que já sabe e mesmo assim resolveu continuar lendo a resenha, parabéns, isso é sinal que você não tem medo de se apegar, mas é melhor eu não me meter porque isso ai, entenda-se com ela. 
Isabela Freitas, blogueira experiente,  porém escritora de primeira viagem, em uma ocasião especial que é a primogênita aposta da Intrínseca em um livro nacional jovem. Isso seria um abalo no mundo literário.
 A autora investiu em um livro que não é auto-ajuda ( apesar do titulo parecer), não é uma biografia, não é totalmente real, nem totalmente fictício! Isso foi o forte pra mim. Nenhum outro livro é assim.  Não se apega não, '' ah, vai ensinar 10 passos de como desapegar '' E  muito pelo contrário, ela mostra que a vida não tem regras, mas você tem que aprender a vive-la, é como se fosse uma amiga te contando suas experiencias e você aceitando como conselho em sua vida.
 Li algumas resenhas e percebi que muitas pessoas reclamaram da personagem ser um a 99% Isabela Freitas, com a mesma mãe, família, o mesmo cabelo, corpo,melhores amigos, faculdade, os mesmos 22 anos e afins. Comentaram sobre uma possível confusão sobre separar quando é a personagem e quando é a autora. O que não foi um problema pra mim. Encarei como meio a meio, um misto da vida dela, com histórias inventadas e outras não. Fica um mistério legal de ler sabe?! 
Isa vive um término de namoro difícil, foram 2 anos de sofrimento, ao lado de alguém que nunca lhe fez bem. Passa por todas as fases: sofrer, querer ir pra balada e pegar qualquer um,  sofrer, se entender e desapegar de vez. Freitas intercala concelhos, com narrações o que deixa o livro muito gostoso de ler ( li em 3 dias minha gente). Além disso, em cada capitulo tem como se fosse um '' print '' de seu twitter pessoal ilustrado com frases fofas ( ou não rs).
 Bom, em que palavra defini-lo? MARAVILHOSO. 
É isso pessoal! Espero que tenham gostado, do fundo do meu coração! É minha primeira resenha aqui, antes eu postava sobre decoração, MAS, essa vibe de ano novo mudou algumas coisas! 

10 comentários: