Ads Top

Uma resenha diferente: Se Eu Ficar



              Heey, moços(a), como vão? Eu estava com muita vontade de ler o livro Se Eu Ficar porque assisti o filme e ele me tocou. Antes de começar, quero dizer que o livro mexeu comigo por uma coisa muito particular: estou criando um enredo para meu novo livro e minha personagem principal toca Violino, sei que não tem muito a ver com a Mia, já que ela toca Violoncelo, mas me fez lembrar… E essa minha personagem está muito sumida da minha mente e estou preocupada com ela. O que será que aconteceu? Tento falar com ela, mas ela simplesmente não me responde. E sim, estou falando de uma personagem. Não me achem louco u.u Enfim, vamos para a resenha:
              A história é narrada por Mia. Ela mora com sua mãe – uma antiga hippe – mas atualmente é considerada como “mãe ursa“. Seu pai que tocava em uma banda de rock, mas atualmente é professor. E, seu irmão mais novo Teddy.
              Mia sempre se sentiu a excluída da família, pois seus pais sempre gostaram do rock. E ela, se sentiu atraída pela música clássica, o belo e solitário violoncelo. Mia tem um talento inimaginável, ela está esperando ansiosamente a resposta para entrar na faculdade de música da Julliard.
              “Sei que pode ser idiotice de minha parte, mas sempre me perguntei se o papai se sentir frustrado por eu não ter me tornado roqueira. Esta era a minha intenção, também. Até que, na terceira série, me deparei com o violoncelo durante as aulas de música e ele me pareceu mais humano. Parecia que, ao tocá-lo, ele lhe contaria segredos, então não hesitei. Isso já faz dez anos e desde então, nunca parei.”
              Logo Mia conhece Adam, aquele que toca com o coração dela. Adam faz parte em uma banda de rock, a Shooting Star que está começando a fazer sucesso. Apesar que Mia não entende porque Adam escolheu ela, ele um cara lindo, talentoso, popular, engraçado. Mas Adam está perdidamente apaixonado.
              Logo nas primeiras páginas acontece o trágico acidente. Em um dia de neve, em que todos estavam liberados decidem ir à um passeio de carro, é aí onde tudo começa. Perdida, Mia se depara com com cenas que ela não consegue entender, ela está fora do seu corpo! Mas ela enxerga tudo, ela vê seus pais mortos no chão, seu irmão Teddy está em algum lugar também.
              “Viro de costas. Isto não está certo. Não pode ser verdade. Somos uma família, dando um passeio de carro. Isto não é real. Devo ter pegado no sono.”
              O livro dividido em partes onde Mia é um espírito perambulando no hospital. E em flashbacks onde ela lembra de momentos da vida dela. Mia precisa decidir se ela fica e aprende a viver sem sua família, ou se ela parte junto com eles. O que será que ela vai deicidir?
              “Não cabe aos médicos. Não depende dos anjos que não podemos ver. Também não depende de Deus que, se existir. está em algum outro lugar por aí neste momento. Só depende de mim.”
              Me senti extremamente tocado com a personagem principal e por tudo em que ela passou, eu não consigo imaginar o que eu faria no lugar dela. Da para ver o desenvolvimento de Mia no decorrer do livro, o quanto ela amadureceu.
              Se eu Ficar é um livro que contém uma história que meche muito com o leitor, nos faz pensar na importância da família e dos amigos, e em como seria nossa vida sem eles por perto. Descobrimos o amor verdadeiro, a importância de ter alguém de quem amamos, e claro, o valor de uma vida.



Escrito por: E. H. Lewis
Tecnologia do Blogger.