Ed Sheeran se multiplica e provoca histería

  Nesta terça e quarta-feira, 28 e 29, Ed Sheeran se apresentou na cidade de São Paulo. O show começou pontualmente e durou quase duas horas.

  Sozinho no palco, mas acompanhado de seus equipamentos que marcam o show, com pedais eletrônicos que repetem e equalizam sons, fizeram Ed comandar uma única vez e se concentrar nas restantes notas músicas. Um batuque na caixa do violão, se transformava em um diferente instrumento, como por exemplo uma bateria, complementando e dando um toque rítmico e especial na música. Um único comando era reproduzido quantas vezes optasse. Ele provou que está à altura de uma banda completa.

  Ao assistir o show, é possível se impressionar com o quão talentoso o jovem de 24 anos é. Ele e seus apetrechos tecnológicos, fazem um verdadeiro show sem precisar de uma banda!


(Foto: Laís Canton/Gleep)
   Alguns pequenos detalhes marcaram e enlouqueceram fãs. O cantor inglês estava com a camisa 10 da Seleção Brasileira e durante o show se cobriu com uma bandeira do Brasil jogada por uma fã. Foi o suficiente para as fãs irem a loucura.

  Com um jeitinho contagiante, no meio de uma de suas músicas o britânico não poderia deixar de dizer no seu bom inglês "Nunca imaginei que eu fosse vir para a América do Sul. Eu amo o Brasil".

(Foto: Laís Canton/Gleep)
  Não podíamos deixar de falar que ele se empolgava em alguns momentos. O público cantava mais alto que a sua voz, e ele tocava seu violão com uma empolgação tão grande, que deixava o público ainda mais histérico. A música "Bloodstream", foi um grande exemplo. Ele se empolgou tanto que suas cordas do violão poderiam estourar a qualquer momento!

  Quando ele deu a primeira nota de  "Thinking Out Loud" então, seus fãs gritaram, começaram a chorar e cantaram tão alto que ele ficou mudo, apenas tocando seu violão para escutar o público. Ele ficou tão impressionado que na música "Give Me Love", pediu para fazerem novamente: "Cantem o mais alto que puderem. Não parem de cantar!" 



O repertório incluiu músicas próprias e também covers. Confira a setlist do show:


I'm a Mess
Lego House

Don't / No Diggity / Nina

Drunk

Take It Back

Superstition / Ain't No Sunshine

Photograph

Bloodstream

Tenerife Sea
Kiss Me
Thinking Out Loud
Feeling Good
I See Fire
All of the Stars
The A Team
Give Me Love
You Need Me, I Don't Need You/In Da Club/Fancy
Sing




Quem já era apaixonado pelo ruivo, hoje está ainda mais!


0 comentários

Muito obrigado pelo seu comentário! Não deixe de curtir as nossas redes sociais para não perder nenhum conteúdo!!