Ads Top

#AUTORAL: Pare, respire, escute


Depois de levar pancadas na cabeça, achei que o “amor” só existia mesmo em contos de fadas, novelas ou até mesmo no tempo dos nossos avós. Medo? Talvez seja.

Mas não imaginava o quanto é bom poder gostar de alguém que é parecido com você, com diversos gostos parecidos, atitudes e até mesmo manias, fora o olhar – Ah! O olhar. – que não nega quando pinta aquele climinha gostoso.

Aconteceu assim do nada, de repente, sem forjar, nem combinar. Um encontro inocente, tímido, mas que me faz sorrir só pelo simples fato de estar ao meu lado, que me faz sonhar, flutuar. E aquele medo todo? Passou. Pois agora entendo o que Deus sussurrou.

Tecnologia do Blogger.