Ads Top

5 ITENS QUE TODO INTERCAMBISTA DEVE TER EM MÃOS ANTES DA VIAGEM

   Seja buscando aprender um novo idioma, estudar em uma instituição estrangeira, conhecer uma nova cultura, acrescentar algo ao currículo ou simplesmente fazer novos amigos, realizar um intercâmbio e sair do país é um sonho para milhões de pessoas ao redor do mundo. Entretanto, antes de deixar o país e buscar a realização deste sonho, alguns itens devem ser providenciados pelos intercambistas, para evitar que o sonho se torne pesadelo, e para ajudar nesta missão a CEO da Mais Intercâmbio, Marina Jendiroba Moura listou 5 itens que todo intercambista deve ter em mãos antes da viagem. Confira:


1 - Passaporte
Esse documento é imprescindível para deixar o país. Ele é emitido pela Polícia Federal mediante agendamento realizado pela internet no site da instituição. Ao final do agendamento, o site emitirá uma guia de recolhimento da União (GRU) no valor de R$156,07, que deve ser apresentada paga na data agendada para entrevista e início do processo de realização do passaporte. Vale ressaltar que o valor dessa taxa é referente à data de publicação desse post e está sujeito a sofrer alterações.
Além da GRU, para retirar o passaporte será necessário apresentar RG, CPF, título de eleitor, comprovante das obrigações eleitorais e Certificado de Reservista ou Certificado de Dispensa de Incorporação - esses 2 últimos, apenas para homens. Menores de idade deverão apresentar autorização dos pais ou dos responsáveis legais. Não há necessidade de levar foto, pois ela é tirada no próprio local. O documento tem validade de 5 anos e o prazo para entrega vai de 5 dias úteis até 20.


2 - Visto
O processo do visto varia muito de caso para caso, dependendo do tempo do intercâmbio, de qual atividade o intercambista realizará e de qual será o país de destino. Se você for para o Canadá por um período inferior a seis meses, por exemplo, deverá solicitar visto de turista, mas se o período for maior do que isso, um visto de estudante será necessário.
Na Austrália, outro dos mais populares destinos, as regras são as mesmas, com a única diferença: o visto de turista é para períodos inferiores a 3 meses. Alguns países não exigem vistos, outros não exigem vistos para estadias inferiores a 3 meses; enfim, a única coisa que podemos dizer que vale para qualquer caso é que, ao solicitar seu visto, você já deve ter o passaporte pronto e em mãos.


3 - Moeda estrangeira
Problemas que envolvem questões de taxa de câmbio são muito recorrentes a intercambistas que utilizam o cartão de crédito internacional para os gastos do dia a dia. O planejamento financeiro fica extremamente complicado com as variações diárias da taxa de câmbio e, até a data de fechamento da fatura, o valor a ser pago por cada um dos gastos estará em constante variação.
Uma excelente opção para fugir desse problema é a utilização do Visa Travel Money. O VTM, como é chamado, se trata de um cartão internacional pré-pago que pode ser carregado em moeda estrangeira, garantido o travamento da taxa de câmbio de acordo com a data da operação. Muito mais prático e seguro do que andar com dinheiro em espécie, o dono do cartão pode solicitar substituição em caso de perda ou roubo, além de poder realizar saques em moeda estrangeira caso necessário.
Por fim, o VTM é aceito em todo estabelecimento de qualquer parte do mundo que trabalhe com cartões Visa, o que concede ao cartão uma excelente aceitação, pois a empresa está ativamente presente em mais de 200 países e territórios espalhados pelo mundo.


4 - Cartão de vacinas
Alguns países bastante visados por intercambistas, como África do Sul, México ou Austrália exigem Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia (CIVP) para estrangeiros. Sendo assim, confira se há necessidade e quais são as vacinas exigidas para entrar no seu país de destino, e não se esqueça de levar também seu cartão de vacinação brasileiro.


5 - Seguros para intercambistas
Por último, mas não menos importante, se você pretende sair do país para realizar um intercâmbio, não deixe de conferir quais planos específicos para intercambistas as seguradoras oferecem. Problemas jurídicos, de saúde ou com bagagem, por exemplo, são estressantes em qualquer lugar do mundo, mas piores ainda fora do seu país, onde você deve enfrentar tudo sozinho se não estiver segurado. Os intercambistas poderão contar com assistência em casos que vão desde extravio de bagagem e remarcação de passagem até assistência médica, jurídica, odontológica e muito mais.

__________________________________________________________________________________________

 Gostou? 

NOS SIGA NAS REDES SOCIAIS:        


NÃO ESQUEÇA DE DEIXAR A SUA OPINIÃO NOS COMENTÁRIOS,
ELA É MUITO IMPORTANTE PARA NÓS!


Muito obrigado!

_____________________________________________________________________________________________
Tecnologia do Blogger.