Ads Top

Quem quer corre atrás - Uma trajetória musical de exemplo!



   Você já parou para pensar em quantas bandas de garagem realmente foram marcantes na sua vida (De preferencia bandas Nacionais)? Bandas que estão firmes e fortes mesmo depois de tantos anos terem se passado? Pode contar nos dedos? Quantas dessas bandas fizeram grande sucesso em pelo menos um determinado momento da trajetória deles? Vamos pensar mais além... Uma banda alternativa nacional que pelo menos uma música já esteve na boca da sociedade? Que atinge um público diversificado até mesmo em questão de idade?

    Muitas bandas passam por altos e baixos, e algumas acabam desistindo no meio do caminho principalmente por não saberem lidar com essa situação "sanfona" da carreira musical. Se você é admirador de bandas nacionais sabe muito bem do que estamos falando e da onde queremos chegar com essas questões reflexivas.

   No sábado (20), a banda de pop/rock Strike realizou um show, ou podemos dizer Pocket Show, em São Paulo. Onde mesmo depois de anos de estrada, é incrível ver o quão inovador e persistente essa banda é a cada ano que se passa. Eles estão na correria a mais de dez anos, várias de suas músicas já foram tema da novela Malhação da Rede Globo de televisão, já tocaram apenas entre amigos, já lançaram vários EP'S, já fizeram pequenos e grandes shows como no Planeta Atlantidagrandes nomes já fizeram parte de seus álbuns, houveram algumas perdas / mudanças com integrantes e mesmo assim, como dissemos lá em cima, resistem entre altos e baixos, arriscam sem medo e nem pudor, pelo amor, por existir uma sintonia imensa entre os integrantes e seus mais variados fãs. Parece que quanto mais o tempo passa, além de mais maduros, mais interessantes as suas músicas ficam. 




   A trajetória da banda continua surpreendendo seus fãs. Humildade está em primeiro lugar: "Nós somos gente como vocês", Marcelo comenta no meio do show. "Não é por que estamos em cima de um palco que seremos diferentes", acrescenta.




Recentemente a banda lançou o cd Collab, você pode conferir um dos clipes aqui.

   O mais legal de ir a um Pocket Show é que há uma interação maior dos integrantes com seu público, onde acontece até mesmo uma votação aberta no meio do show para a escolha das músicas a serem tocadas naquele momento, diferente do Show que segue uma Setlist fechada e tem hora para acabar. 




   Nesse show do dia 20, foi difícil ver alguém com o corpo parado, ou até mesmo sem pelo menos mexer a boca para comentar algo. Todos que estavam ali cantavam desde as músicas mais antigas até as lançadas recentemente. Isso com certeza é contagiante no ponto de vista de qualquer músico. Nós mesmos abrimos um grande sorriso, imagina no pensamento deles. E quer saber? Deve ser por isso que eles nunca pararam...



Confira um trecho do show:

Banda Strike - Hangar 110 - 20/02/1016
Que vibe, poxa vida! Banda Strike
Publicado por Gleep em Segunda, 22 de fevereiro de 2016


   Na maioria das vezes somos levados para culturas estrangeiras, e as vezes esquecemos de valorizar integrantes da nossa nação que, mesmo com influências do exterior, estão lutando aqui dentro do país e falando a mesma língua que a nossa, com intuitos diferentes e formas que levam à arrepios por sua história instigante.


Você não pode deixar de nos seguir nas redes sociais, afinal você não quer ficar sempre inteirado nos assuntos? Facebook - Instagram - Twitter - YouTube
Tecnologia do Blogger.